Mulher virtuosa quem a achará?

Mulher virtuosa quem a achará?

Provérbios 31:10-31

O último poema do livro bíblico de Provérbios fala a respeito da mulher “virtuosa”. O poema foi originalmente escrito em hebraico e consiste em 22 versos, cada verso começando com a primeira letra do alfabeto (aleph) até a última letra do mesmo (tav), assim listando 22 virtudes de uma mulher sábia num acróstico inteligente em forma quiástica, diferentemente do português o poema em hebraico tenta harmonizar as ideias e não as palavras. Infelizmente quando esse lindo poema foi traduzido para português perdeu essa linda estrutura, que na sua forma quiástica aponta para uma mensagem central.
Mas antes de tudo, o que é um quiasmo? O quiasmo consiste de uma estrutura onde o primeiro elemento corresponde ao último elemento da poesia, o segundo corresponde ao penúltimo, o terceiro corresponde ao antepenúltimo, etc.. até chegar ao centro onde não ha mais correspondência e a mensagem central da poesia é encontrada.
Exemplo:

UntitledImage

O Texto apresentado na sua forma original no quiasmo:

Texto 2

Minha interpretação da ideia de cada versículo:

Definicao

Quero frisar que a palavra hebraica traduzida como “virtuosa” no v. 10 é hay’il (חַיִל ). A conotação dessa palavra em português está ligada a pureza, simplicidade ou moralidade, diferentemente do hebraico que tem vários significados relacionados ao poder, força, poder; capaz, valente, virtuoso, valor; exército, forças, riquezas, substância. O significado básico deste substantivo é “força”, da qual pode ser derivado” exército” e “riqueza“. Hay’il é usado 244 vezes na Bíblia. Portanto, a melhor tradução concisa dessa mulher seria, “a mulher cheia de fibra”.
Note que a ação no lar tem um alcance na sua comunidade local, não só de forma econômica mas também social, ela ajuda aos de casa e também aos de fora, ela ajuda a seu marido em diversos aspectos da vida familiar e pública. “Seu marido é conhecido nas portas”, isso quer dizer que ele se tornou um dos magistrados da cidade expedindo justiça ao povo, isso só foi possível com a ajuda dela. Penso que a mensagem central desse texto seja o comprometimento de um casal em querer o bem comum, sabendo que ambos ganham quando o amor existe entre eles, não só a família mas assim como toda a sociedade. Quando esse comprometimento não ocorre a família é a primeira vítima mas a sociedade em geral.
Infelizmente basta olhar ao nosso redor para ver uma triste realidade de casais separados, famílias destroçadas e filhos sem rumo. Esse poema apesar de seus quase 3.000 anos é tão relevante para nossos dias, devemos prestar atenção e aprendemos com ele.

Autor: A Sfalsin

Mulher virtuosa quem a achará?

Mulher virtuosa quem a achará?

Provérbios 31:10-31

 

O último poema do livro bíblico de Provérbios fala a respeito da mulher “virtuosa”. O poema foi originalmente escrito em hebraico e consiste em 22 versos, cada verso começando com a primeira letra do alfabeto (aleph) até a última letra do mesmo (tav), assim listando 22 virtudes de uma mulher sábia num acróstico inteligente em forma quiástica, diferentemente do português o poema em hebraico tenta harmonizar as ideias e não as palavras. Infelizmente quando esse lindo poema foi traduzido para português perdeu essa linda estrutura, que na sua forma quiástica aponta para uma mensagem central.
Mas antes de tudo, o que é um quiasmo? O quiasmo consiste de uma estrutura onde o primeiro elemento corresponde ao último elemento da poesia, o segundo corresponde ao penúltimo, o terceiro corresponde ao antepenúltimo, etc.. até chegar ao centro onde não ha mais correspondência e a mensagem central da poesia é encontrada.
Exemplo:

UntitledImage

 

O Texto apresentado na sua forma original no quiasmo:

Texto 2

 

Minha interpretação da ideia de cada versículo:

Definicao

Quero frisar que a palavra hebraica traduzida como “virtuosa” no v. 10 é hay’il (חַיִל ). A conotação dessa palavra em português está ligada a pureza, simplicidade ou moralidade, diferentemente do hebraico que tem vários significados relacionados ao poder, força, poder; capaz, valente, virtuoso, valor; exército, forças, riquezas, substância. O significado básico deste substantivo é “força”, da qual pode ser derivado” exército” e “riqueza“. Hay’il é usado 244 vezes na Bíblia. Portanto, a melhor tradução concisa dessa mulher seria, “a mulher cheia de fibra”.
Note que a ação no lar tem um alcance na sua comunidade local, não só de forma econômica mas também social, ela ajuda aos de casa e também aos de fora, ela ajuda a seu marido em diversos aspectos da vida familiar e pública. “Seu marido é conhecido nas portas”, isso quer dizer que ele se tornou um dos magistrados da cidade expedindo justiça ao povo, isso só foi possível com a ajuda dela. Penso que a mensagem central desse texto seja o comprometimento de um casal em querer o bem comum, sabendo que ambos ganham quando o amor existe entre eles, não só a família mas assim como toda a sociedade. Quando esse comprometimento não ocorre a família é a primeira vítima mas a sociedade em geral.
Infelizmente basta olhar ao nosso redor para ver uma triste realidade de casais separados, famílias destroçadas e filhos sem rumo. Esse poema apesar de seus quase 3.000 anos é tão relevante para nossos dias, devemos prestar atenção e aprendemos com ele.

Autor: A Sfalsin

O altivo de coração, Provérbios 16:5-6

Abominação é ao SENHOR todo o altivo de coração; não ficará impune mesmo de mãos postas.

 

Provérbios 16:5-6

 

O orgulho não permite enxergar os próprios erros. Esses menos erros, as vezes enormes, nos vedam a sua confissão, para encobri-los ou justificá-los o orgulho é impelido a novos erros e até mesmo ao crime.

Pela soberba que o ofusca, o “altivo de coração” move-se dentro de um circulo de que ele é o centro. Mas, ainda que “de mãos postas”, ou seja que procure apoiar-se em amigos que o defendem ou cúmplices, ainda que se acoberte com os privilégios de classe ou poder, que temporariamente manipula, não ficará sem castigo. “Não seguiras a multidão para fazeres o mal” Ex 23:2 O apoio da maioria não justifica o erro.

Autor: E. Percy Ellis

Tradução: Adivalter Sfalsin

Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito.

Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito.
(Provérbios 16:02).

Como regra, as pessoas não fazem nada que acreditam ser errado. Aqueles que fazem o mal de alguma forma está convencido de que o que fazem é certo. Justificam-se com racionalizações engenhosas.

Se nossa mente é tão suscetível ao engano e no iludimos a respeito do que é errado é certo, o que podemos fazer para prevenir esse comportamento impróprio? Salomão fornece a resposta: Compartilhe com o SENHOR as tuas obras e planos, e teus pensamentos serão estabelecidos.
Provérbios 16:3
A distorção é maior quando a motivação é: “O que eu quero” Se deixarmos de lado o grande “EU”, e incluir: “O que Deus quer” a possibilidade de distorção encolhe dramaticamente.
Embora não ainda haja uma distorção no último caso, não se pode dizer que a distorção está completamente ausente. Algumas pessoas têm idéias estranhas sobre o que Deus quer.
No entanto, se tentarmos conhecer a vontade do Senhor antes de qualquer decisão haverá uma possibilidade menor de errar. Uma boa sugestão é consultarmos pessoas piedosas, sabias e tementes ao Senhor, outra é buscar conhecer o caráter do Senhor nas escrituras. Cuidado com os que dizem, o “Senhor me disse” o “Senhor me revelou” “estou sentindo da parte de Deus”. Esses sinais podem ser verdadeiros mas infelizmente o uso abusivo desses termos banalizou o verdadeiro temor ao Senhor. Apesar de não ser infalível, há pelo menos uma chance de escapar das distorções de racionalização que são dominantes quando se procura satisfazer principalmente a si mesmo.

Adivalter Sfalsin